Um Pouco da Mulher que Me Tornei

Nunca fui uma mulher exemplar, daquelas certinhas, que segue a linha. Não faço poses para chamar a atenção, odeio tirar fotos, detesto picuinhas e não suporto fofocas. Sempre analiso o caráter da pessoa que fala e não daquela falada. Nunca acreditei em contos de fadas e não sei brincar de faz de conta. Sou canceriana, então sempre será oito ou oitenta. Não tenho paciência para gente fútil, mal-educada e doente de espírito. Quando gosto, amo de verdade, mas se deixo de gostar, elimino da minha vida, e para conseguir a minha indiferença basta agir com falsidade. Para alguns, sou insana, egoísta. Para outros sou verdadeira, uma amiga leal. Se quiser me conhecer, muito prazer. Se quiser me entender, desista. Se quiser me amar, desvende-me nas entrelinhas.

Autoria: Scheila F. Scisloski
Arte: Raouf Salim Janibekov

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço a visita!! Beijos da Scheila!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...